Aditamento

ADITAMENTO À CHAMADA DE INSCRIÇÕES PARA SELEÇÃO DE BOLSISTAS CAPES/CNPQ 2019 (Conforme deliberações da CCP de 06 de fevereiro de 2019)

Em complemento à chamada para “Abertura de inscrições para seleção de bolsistas CAPES/CNPQ 2019”, a CCP deliberou o seguinte:

  1. Os prazos de inscrição, modelos de projetos e critérios acadêmicos de avaliação dos projetos continuam os mesmos informados no Edital de Abertura de Inscrições, disponível no link: http://ppghs.fflch.usp.br/posgraduacao/hs/bolsas/chamada_2019
  2. O processo global de atribuição de bolsas aos alunos regularmente matriculados no Programa de História Social consistirá de três fases – avaliação, classificação e indicação dos bolsistas – e será conduzido pela Comissão de Bolsas do Programa, formada a partir dos membros titulares da CCP sob presidência da vice-coordenação do PPGHS. Outros docentes poderão compor a Comissão de Bolsas desde que solicitado e autorizado pela Plenária da CCP.
  3. A Comissão de Bolsas analisará as inscrições e indeferirá os pedidos de alunos que não entregaram o Relatório Anual Discente relativo ao ano anterior à inscrição até o dia 20 de janeiro do ano corrente ao processo de classificação dos candidatos à bolsa. 
  4. A Comissão de Bolsas indicará dois pareceristas para cada projeto, escolhidos entre os docentes do Programa e do Departamento de História, bem como entre os pós-doutorandos ativos do DH.
  5. Em caso de discrepância de mais de 2,0 na nota dos pareceres iniciais, a Comissão de Bolsas solicitará a avaliação de um Comitê de Arbitragem, composto por 4 membros, escolhido entre docentes que não tenham emitido os primeiros pareceres.
  6. O Comitê de Arbitragem deverá avaliar os pareceres iniciais discrepantes (suas eventuais inconsistências de conteúdo e incoerências nas notas), emitir novos pareceres e definir as notas finais, cujo resultado deve ser encaminhado novamente à Comissão de Bolsas.
  7. A Comissão de Bolsas enviará a lista classificatória final à Plenária da CCP, que homologará o processo e a classificação sugerida pela primeira, e solicitará sua divulgação no site oficial do Programa de História Social.
  8. Para fins de desempate de médias finais e classificação, superada a fase de análise de mérito e qualidade acadêmica dos projetos, será dada prioridade sem vínculo empregatício (mediante declaração no ato de inscrição das candidaturas).
  9. A lista classificatória será dividida entre mestrandos e doutorandos.
  10. Não caberá recurso ao resultado do processo classificatório dos Projetos.
  11. Os orientadores poderão solicitar os pareceres relativos aos seus orientandos, ao final do processo classificatório.
  12. A lista classificatória (ranqueamento) dos candidatos à bolsa terá validade até a publicação da próxima lista, sendo os alunos convocados pela Secretaria e indicados pela Comissão de Bolsas à medida em que as cotas de bolsas sejam liberadas.   
  13. A indicação dos bolsistas, dentre os alunos classificados, respeitará as regras e procedimentos gerais das agências e da Comissão de Bolsas do PPGHS, tendo por princípio central a proibição de acúmulo de bolsa e vínculo empregatício no ato da assinatura do Termo de Compromisso, a não ser nos casos em que as regras específicas de cada agência – CAPES ou CNPq –permitirem eventual acúmulo.  
  14. O aluno convocado não poderá escolher qual a origem institucional de sua bolsa (CAPES ou CNPq), respeitando-se a cota liberada para sua posição na lista classificatória, a não ser nos casos em que seu vínculo empregatício anterior não lhe permitir a concessão de bolsas de uma determinada agência.